top of page
  • Foto do escritoremerson guedes

OndaCBC desenvolve pesquisas voltadas para a agricultura sustentável

A Rede de Pesquisa em Tecnologias Inovadoras para a Agricultura Sustentável (RENOVAS) foi estruturada em 2018 com base nas pesquisas desenvolvidas por pesquisadores do OndaCBC com objetivo principal de definir sistemas de cultivo para maximizar a fixação biológica do nitrogênio (FBN) e a produção e aplicação de biochar em cultivos de importância potencial ou tradicional para o Semiárido brasileiro, contribuindo para os chamados programas ABC (Agricultura de Baixo Carbono).


Os sistemas de produção agrícola predominantes são baseados na conversão de áreas nativas em áreas de cultivo, com corte e queima da vegetação nativa, exploração e subsequente abandono (pousio) levando em consideração a restrição hídrica e a deficiência de Nitrogênio (N) e Fósforo (P). As pesquisas envolvendo esses processos são conduzidas em vários locais da região semiárida com várias culturas alimentares (milho, feijão, sorgo, girassol, fruticultura) e forrageiras (palma forrageira, gramíneas, pastagens nativas).


Os grandes obstáculos encontrados nesse processo são o alto custo do insumo e as incertezas climáticas, que reduzem as respostas das culturas à sua aplicação, reduzem a viabilidade da aplicação de fertilizantes nitrogenados pelos agricultores no solo pobre em matéria orgânica tendo como consequência a baixa produtividade.


Os trabalhos desenvolvidos pela rede RENOVAS são feitos através de viagens a campo e análises em laboratórios. A adoção de tecnologias alternativas, que utilizam produtos de baixo custo e fácil obtenção como fontes alternativas de nutrientes são promissoras para o desafio de aumento da produtividade agrícola e diminuição do impacto ambiental pela agricultura praticada no Semiárido brasileiro. Tais informações serão estratégicas e servirão de base para implementação de lavouras de maior rentabilidade econômica, redução do impacto ambiental dos cultivos, contribuindo para uma agricultura de baixo carbono no Semiárido e que promove, acima de tudo, segurança alimentar.


Com base nessas pesquisas e resultados obtidos a rede agregou várias conquistas como publicação de trabalhos científicos, participações em eventos, registro de patentes e formação de pós-doutores, doutores, mestres, especialistas, autores de TCCs e discentes de Iniciação Científica.





18 visualizações0 comentário

Kommentare


bottom of page